Sábado, 13 de Agosto de 2022

Notícias

Sexta-Feira, 05 de Agosto de 2022 18:50

Sorriso registra, em 7 meses, o mesmo número de assassinatos que 2021 inteiro

O município de Sorriso, a 420 km de Cuiabá, já registrou o mesmo número de assassinatos nos primeiro sete meses desse ano do que em todo o ano de 2021. De acordo com a Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp-MT), desde o dia 1° de janeiro até essa terça-feira (2) foram registrados 32 homicídios dolosos, quando há intenção.

Segundo os dados, o mês com maior registro de mortes no ano passo foi novembro, quando ocorreram seis homicídios. Já em 2022, até então, julho foi o mês mais violento no município com 11 assassinatos.

O levantamento da secretaria mostra que, neste ano, em:

  • Janeiro, foram duas mortes;
  • Fevereiro, foi uma morte;
  • Março, foram quatro mortes;
  • Abril, foram oito mortes;
  • Maio, foram três mortes;
  • Junho, foram duas mortes.

 

Entre os meses de janeiro e julho, o aumento foi de 82%. No primeiro semestre do ano passado, foram 17 crimes.

O perfil das vítimas assassinadas nos últimos dias são de jovens com idades entre 17 e 30 anos.

Sorriso: Assassinatos são 'guerra de facções', diz delegado

Os assassinatos que foram registrados nas últimas semanas em Sorriso, a 420 km de Cuiabá, são os resultados de uma '"guerra de facções", segundo o delegado da Polícia Civil, Eugênio Rudy Júnior. Conforme as investigações, já foram registradas 10 mortes em cerca de 10 dias. 

O delegado explicou que oito inquéritos estão em andamento para investigar as mortes.

"Quatro delas estão com autoria já identificada e algumas com diligências pendentes. Todos esses crimes têm ligação com uma guerra de fações que está ocorrendo no município. A polícia está realizando as investigações e vamos chegar na autoria desses crimes", disse.

Fonte: G1MT COM JKNOTICIAS

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}