Quarta-Feira, 29 de Maio de 2024

Notícias

Quarta-Feira, 29 de Novembro de 2023 07:48

Sorriso: Juíza mantém prisão de assassino/estuprador de mãe e filhas

A juíza da 2ª Vara Criminal de Sorriso, Giselda Andrade, manteve a prisão de Gilberto Rodrigues dos Anjos, 32. Ele é assassino confesso de mãe e 3 filhas e teve a prisão em flagrante convertida em preventiva, na tarde desta terça-feira (28), após audiência de custódia em Sorriso.

 

 

Gilberto foi preso em flagrante pela Polícia Civil em Sorriso e transferido para Sinop (503 km ao norte de Cuiabá), por questão de segurança. Não foi informado se ele será mantido na cidade ou levado para outra unidade prisional.

 

 

Cleci Calvi Cardoso, 46, Miliane Calvi Cardoso, 19, e Manuela Calvi Cardoso, 13, foram mortas e estupradas pelo criminoso enquanto agonizavam. A menina mais nova, Melissa Calvi Cardoso,10, foi morta asfixiada com um travesseiro.

 

 

As 4 mulheres foram sepultadas na manhã desta terça-feira (28/11), em Sorriso. Velório da família reuniu centenas de pessoas em um pavilhão da Igreja Assembleia de Deus.

 

 

Um áudio de Regivaldo Batista Cardoso, marido de Clecy Calvi Cardoso, 46 anos, e pai das meninas Miliani Calvi Cardoso, 19 anos; Manuela Calvi Cardoso, 13; Melissa Calvi Cardoso, 10 anos, mostra o desespero do homem com o “sumiço” da família, com quem não conseguia falar desde a noite de sexta-feira (24). Ele é caminhoneiro e estava em viagem de trabalho no Paraná, quando o crime aconteceu.

 

 

Clecy e as três filhas foram estupradas e mortas pelo pedreiro Gilberto Rodrigues dos Anjos, 32 anos. O caso aconteceu na sexta-feira (24), em Sorriso (420 km de Cuiabá), e só foi descoberto nesta segunda (27). Gilberto foi preso em flagrante e confessou o crime.

 

 

“Rapaz, eu estou desde sexta-feira de noite sem contato com minha família lá, com a minha mulher, com minhas filhas, cara, tudo desligado os telefones”, disse.

 

 

“Eu já estou ficando preocupado aqui, cara. Eu mando mensagem, não me responde, eu ligo no WhatsApp, não atende, eu ligo no telefone normal, vai direto pra caixa de mensagem. Eu achei que você estava em Sorriso. Eu ia pedir pra você dar uma olhada lá pra mim, passar lá em frente de casa, olhar por baixo lá do portão, ver se o carro tá em casa, ver se tem algum movimento de gente lá”, falou Regivaldo, em desespero.

 

 

“Desde sexta-feira, o último contato com elas foi na sexta-feira à noite, no sábado de manhã, ontem de manhã [domingo], mandei mensagem, não me responderam e nada, e nada. Elas sempre respondem, cara”, completou.

 

 

Regivaldo estava viajando para o Paraná. Quando soube do crime, ele ficou ‘sem chão’, segundo uma familiar.

 

 

Em áudio divulgado pelo JKNOTÍCIAS, uma mulher que se identificou como irmã do homem disse que o caminhoneiro está na casa de seus pais, em Marechal Cândido Rondon (PR), e pegará um voo ainda nesta segunda para Sinop. Ele deve chegar em Sorriso na madrugada desta terça-feira (28).

 

 

OUÇA

Gilberto Rodrigues dos Anjos, pedreiro que assassinou mãe e três filhas, em Sorriso, estava foragido por ter estuprado e tentado degolar uma mulher de 26 anos, em Lucas do Rio Verde, no mês de setembro.O crime aconteceu dia 17 de setembro. Gilberto invadiu a casa da vítima enquanto ela dormia. Ele quebrou a porta do quarto e a estuprou.

Após o ato, o criminoso tentou degolar a jovem, que entrou em luta corporal e conseguiu tomar a faca das mãos dele. Uma outra mulher apareceu e também lutou com o bandido, que conseguiu fugir em seguida.

Por esse crime, Gilberto tem mandado de prisão em aberto.

 

 

Como todo predador sexual, ele espreita suas vítimas. Ele já é foragido por um crime exatamente igual em Lucas do Rio Verde [...] Se trata de um predador em série”, disse o delegado Bruno França.

O assassino também tem mandado em aberto pelo crime de latrocínio, praticado na cidade de Mineiros, Goiás.

 

 

Crime em Sorriso

Gilberto é assassino confesso de Clecy Calvi Cardoso, 46 anos; e suas filhas Miliani Calvi Cardoso, 19 anos; Manuela Calvi Cardoso, 13; Melissa Calvi Cardoso, 10 anos.

 

 

O crime aconteceu na sexta-feira (24), mas os corpos só foram encontrados nesta segunda-feira (27), no mesmo dia que Gilberto foi preso.

 

 

No depoimento, ele deu detalhes à polícia. O criminoso contou que invadiu a residência das vítimas na noite de sexta-feira (24) e ficou até a madrugada de sábado (25).

 

 

Durante a ação, o criminoso estuprou a mulher e as filhas mais velhas, de 19 e 13 anos, enquanto elas ainda agonizavam após serem esfaqueadas por ele. 

 

 

 

 

Fonte: GAZETA DIGITAL COM JKNOTICIAS

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}