Segunda-Feira, 15 de Julho de 2024

Notícias

Quinta-Feira, 13 de Junho de 2024 08:39

Sorriso: Funcionário, que matou gerente de fazenda após descobrir traição, é condenado a 14 anos de prisão

O tribunal do júri condenou João Walchak Netto pelo assassinato do gerente de fazenda Cleiton Domeni Naitzki, 28 anos. O crime aconteceu em agosto de 2017, em uma casa localizada no residencial Porto Alegre, e o réu foi sentenciado por homicídio qualificado, cometido por motivo fútil e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima.

O assassino foi localizado em uma casa na avenida Curitiba, no Jardim Alvorada, após o trabalho de investigação foi realizado pela equipe  policial da Divisão de Homicídio e Proteção a Pessoa, da Delegacia de Polícia de Sorriso.

Com as ordens judiciais expedidos, os policiais civis realizam buscas na casa do investigado, local em que foram localizados um rifle calibre 22 com registro vencido, contento dispositivo óptico de pontaria (luneta) e dispositivo de pontaria com emprego de luz (laser sight), e uma espingarda calibre 28, com oito munições.

A vítima, Cleiton Domeni Naitzki, 28 anos, trabalhava como gerente de uma propriedade rural na região. Os investigadores descobriram que a vítima mantinha relacionamento extraconjugal com a mulher de João Walchak, que era colega de trabalho de Cleiton.

O relacionamento amoroso da vítima com a mulher do suspeito está relacionado a  motivação do crime. Diante dos indícios colhidos pelos policiais civis e provas de autoria, a Polícia Civil representou pelo pedido de prisão de João Walchak, bem como pelo mandado de busca e apreensão domiciliar, deferidos pelo juízo da 2ª Vara Criminal da Comarca de Sorriso.

Cleiton foi encontrado morto por uma amiga, na cozinha próximo da porta de saída. Segundo o investigador da DHPP José Carlos Souza, o gerente tomou o primeiro tiro enquanto estava deitado e, em seguida, houve mais disparos. “O assassino ainda tentou sair com a moto de Cleiton, mas acabou caindo nas proximidades e a abandonou.”

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}