Segunda-Feira, 20 de Maio de 2024

Notícias

Quinta-Feira, 18 de Maio de 2023 17:39

Sorriso: Com critérios técnicos adotados, fazenda produz mais de 200 sacas de milho por hectare

A escolha de híbridos, fertilização e a semeadura dentro da janela ideal, em especial no mês de janeiro, são alguns dos critérios adotados por produtores de milho em Mato Grosso para conseguir superar a marca de 200 sacas por hectare.

Em Sorriso, a Fazenda Prediger é considerada modelo em termos de produtividade do grão. Por lá, em sucessão com a soja há 12 anos, são 5,3 mil hectares semeados com o cereal.

Mais Milho Especial Foto Leandro Balbino Canal Rural Mato Grosso

Foto: Leandro Balbino/Canal Rural Mato Grosso

A história da Fazenda Prediger faz parte da sétima edição do Projeto Mais Milho, realizado pelo Canal Rural em parceria com a Associação Brasileira dos Produtores de Milho (Abramilho) e Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT).

Em oito episódios, o apresentador e diretor-executivo da Abramilho, Glauber Silveira, trará histórias de sucesso e inspiradoras ligadas à produção do grão, que a cada dia vem tomando espaço importante na conta das propriedades.

O agricultor Vanderlei Barivieira comenta que os desafios do dia a dia são muitos na produção, mas nada que não possa ser superado. A propriedade que possui cerca de 40 anos, segundo ele, quando começou a introduzir o milho nas lavouras, antes mesmo de pensar em investir em maquinários novos, investiu em armazenagem.

“Ele dá um volume muito maior que a soja. Hoje, a gente consegue ter armazém para atender tanto a produção total de soja quanto de milho. Se preciso for a gente consegue organizar para armazenar as duas safras”.

Mais Milho Especial Foto Leandro Balbino Canal Rural Mato Grosso1

Foto: Leandro Balbino/Canal Rural Mato Grosso

Desafios ainda são muitos na produção

Conforme Vanderlei, Mato Grosso possui desafios peculiares. O principal do estado: a logística. Ele salienta que possuir um armazém próprio traz, inclusive, segurança diante de tais desafios.

“Era viável economicamente. Até hoje é. É muito bom ser dono do seu próprio produtor e o produto em casa de certa forma está embaixo da nossa alçada”.

Na avaliação de Vanderlei hoje não há como deixar o milho de lado. Ele frisa que a cada ano a cultura vem tomando um espaço muito importante no fechamento das contas do ano nas propriedades rurais.

“A conta não fecha se ficar em um. Hoje o negócio sem a segunda safra se torna um negócio que ele não tem a mesma velocidade do que com a segunda safra”.

Mais Milho Especial Foto Leandro Balbino Canal Rural Mato Grosso3

Foto: Leandro Balbino/Canal Rural Mato Grosso

Fazenda modelo em produtividade

A Fazenda Prediger, em Sorriso, é uma das fazendas consideradas modelo em Mato Grosso em termos de produção e produtividade. A família possui uma área voltada para testes. Anualmente na propriedade um evento é realizado para mostrar as diversas variedades testadas no local.

Em 2015 a Fazenda Prediger em uma área de 200 hectares registrou a marca superior a 200 sacas de milho por hectare.

“Naquele momento nós começamos a acreditar que era possível atingirmos altas produtividades dentro da propriedade e aí começamos a intensificar a busca. Atingir essas mais de 200 sacas foi uma soma de híbridos, fertilidade [solo] e fertilização”.

Na safra 2021/2022, revela Vanderlei, em 20% da área foram colhidas 209 sacas de milho por hectare. Nesta safra a expectativa é que em 50% da área produzida com o cereal sejam colhidas mais de 200 sacas.

“Para essas áreas de alta produtividade o primeiro fator que a gente procura perseguir é a janela de plantio. Hoje a gente mira muito a janela de janeiro para eu ter a segurança da água. Por isso nos preparamos com armazéns, depois fomos para as colheitadeiras e depois as plantadeiras”, explica Vanderlei.

Fonte: CANAL RURAL

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}