Sexta-Feira, 23 de Fevereiro de 2024

Notícias

Quarta-Feira, 06 de Dezembro de 2023 14:04

Sorriso: Área Central ganha feira de produtos orgânicos na Av. Porto Alegre

Atendimento todas às quartas-feiras das 6h às 12h

 

 

Entre a correria do trabalho, uma pausa rápida para garantir os legumes, frutas e as verduras que serão consumidas pela família ao longo da semana. Assim foi a manhã da servidora Regiane Aparecida de Abreu.

 

 

Lotada na Ouvidoria da Prefeitura de Sorriso, ela foi uma das primeiras clientes da Feira Agroecológica que entrou em funcionamento nesta manhã (06), na Avenida Porto Alegre, área central, em anexo ao Paço Municipal.

 

 

Desenvolvida pela Secretaria de Agricultura Familiar e Segurança Alimentar (Semasa), em parceira com a Associação dos Produtores Orgânicos de Sorriso (Apos), a iniciativa faz parte de uma série de ações visando fomentar o consumo e a comercialização de produtos oriundos da agricultura familiar.

 

 

 
 

“Estou encantada com a ideia. Para quem trabalha fora, e ainda exerce as funções de mãe, esposa e de dona de casa nas horas vagas, sabe muito bem a importância de otimizarmos nosso tempo”, disse sorridente.

 
 

 

 

Gestor da pasta, Marlon Zanella relembra que o debate em torno do tema ganhou musculatura, em julho deste ano, durante uma reunião com representantes da associação e a coordenação dos programas Horta Viva e Frutifica, ambos voltados para atendimento de pequenas propriedades rurais geridas na modalidade de produção da agricultura familiar.

 

 

Os subsídios para essas propriedades incluem assessoria técnica, cessão de maquinários para preparo de solo, plantio e colheita. O apoio também se estende ao processo de armazenagem, beneficiamento, transporte e comercialização da produção.

 

 

“Minha origem está ligada a agricultura familiar. Então, poder contribuir com o crescimento desse importante setor é algo que me traz satisfação pessoal e profissional”, pontua Zanella, ao detalhar que a feira deve funcionar todas as quartas-feiras, no período compreendido entre às 6h e às 12h.

 

 

“Parte dos feirantes comercializa seus produtos em outros pontos da cidade. No entanto, essa experiência na área central ainda é nova para a maioria deles. Vamos analisar como será a aceitação do público e, havendo demanda, podemos flexibilizar o horário de funcionamento”, assinala.

 

 

Para o presidente da associação, Cristian Seidel, o fato de os feirantes comercializarem produtos orgânicos por preço acessíveis tem sido um diferencial para atrair uma nova clientela.

 

 

 
 

“As pessoas encostam nas barracas meio ressabiadas, mas quando falamos os preços eles já ficam à vontade e começam a escolher os produtos. É uma experiência nova e muito agradável”, afirma.

 
 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Assessoria

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}