Domingo, 17 de Outubro de 2021

Notícias

Terça-Feira, 10 de Agosto de 2021 09:49

PF prende policial de MT por envolvimento no tráfico internacional de drogas

Acusado foi alvo da operação Medusa deflagrada na manhã desta terça-feira em Pontes e Lacerda.

Um policial penal – identidade não divulgada – foi um dos alvos da operação Medusa deflagrada na manhã desta terça-feira (10), contra o tráfico internacional de drogas, no município de Pontes e Lacerda (448 km de Cuiabá).

Estão sendo cumpridos 20 mandados de prisão e 33 de busca em apreensão em Mato Grosso, Goiás, Paraíba, Piauí e Distrito Federal.

 

 

 

O apurou que além do policial penal outro mandado de prisão foi cumprido no Estado. No entanto, ainda não se tem detalhes de qual seria o papel dos acusados na organização criminosa.

 

De acordo com a PF, as investigações que tiveram início no ano passado apontaram que uma organização criminosa traficava drogas da Bolívia e do Peru para o Brasil.

A quadrilha é responsável pelo fornecimento de cerca de 500 kg de cocaína por mês. A droga abastecia o Distrito Federal e estados da região Nordeste.

Além dos mandados, a Justiça determinou o sequestro de dois imóveis, no valor estimado de R$ 5 milhões, e 25 veículos. Ainda conforme a PF, o líder da organização é um dos maiores traficantes de cocaína em atuação na Capital Federal.

Em dois anos, a organização movimentou o equivalente a R$ 20 milhões em bens e valores. Os detidos vão responder por lavagem de dinheiro, tráfico de drogas e organização criminosa.

Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (SESP-MT) informou que foi notificada pela PF sobre a prisão do servidor.

Ele era lotado na unidade prisional da cidade e será encaminhado para a Cadeia Pública de Chapada dos Guimarães.

"A conduta do policial será apurada pela Unidade de Correição (Uniscor) por meio de um procedimento disciplinar"

Fonte: reporter mt

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}