Sexta-Feira, 23 de Fevereiro de 2024

Notícias

Quinta-Feira, 30 de Novembro de 2023 08:19

MT deve ser responsável por cerca de 72% da produção de etanol de milho do país, aponta Conab

Mato Grosso deverá na safra 2023/24 de etanol de milho ser responsável por 72% da produção nacional do biocombustível. As projeções da Companhia Nacional do Abastecimento (Conab) apontam que no país deverão ser produzidos 6,06 bilhões de litros de etanol de milho na atual temporada, um aumento de 36,3% quando comparado com o ciclo passado.

 

 

Os números foram divulgados nesta quarta-feira (29) junto com o 3º Levantamento da Safra 2023/24 de Cana-de-Açúcar.

 

 

De acordo com a Conab, o incremento na produção de etanol de milho no comparativo entre a safra 2022/23 e 2023/24 demonstra a “solidificação do produto no cenário nacional”. A companhia destaca ainda que “a região centro-oeste, especialmente em Mato Grosso, ainda é a grande produtora desse biocombustível à base de milho, porém já há registro de produção em estados como Alagoas e Paraná”.

 

 

Somente em Mato Grosso a estimativa aponta para uma produção de 4,386 bilhões de litros de etanol de milho, um incremento de 34,2% no comparativo com os 3,268 bilhões de litros produzidos no ciclo 2022/23. Ou seja, o estado deverá registrar um aumento na produção de 1,117 bilhão de litros de etanol de milho.

 

 

As projeções apontam ainda para o Mato Grosso do Sul, segundo maior produtor do biocombustível através do milho no país, 960 milhões de litros (+34,4%) e Goiás, terceiro maior produtor, 689,5 milhões de litros (+55%).

 

 

Etanol de cana-de-açúcar apresenta estabilidade

 

 

No que tange a produção de etanol de cana-de-açúcar em Mato Grosso a perspectiva é de estabilidade, como aponta a Conab. Para a safra 2023/24 é esperado que o estado produza 1,084 bilhão de litros de etanol de cana-de-açúcar, leve incremento de 0,9% ante a safra 2022/23.

 

 

De tal volume, em etanol anidro são estimados 386,1 milhões de litros (-0,7%) e 698,6 milhões de litros em etanol hidratado (+1,8%).

 

 

Já em açúcar estima-se que Mato Grosso produza 538,3 mil toneladas, um aumento de 7,3% em relação ao ciclo passado.

 

 

 

 

Fonte: Canal Rural

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}