Segunda-Feira, 15 de Julho de 2024

Notícias

Sábado, 06 de Julho de 2024 11:10

Justiça rejeita queixa-crime contra delegado de Sorriso

A queixa-crime contra o delegado Bruno França Ferreira, da Polícia Civil de Mato Grosso, foi rejeitada na noite dessa quinta-feira (04.07). A decisão foi proferida pelo juiz João Filho de Almeida Portela, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá. O delegado havia entrado armado na casa da empresária Fabiola Cássia Garcia Nunes, localizada no Condomínio Florais dos Lagos, em novembro de 2022.

Bruno França foi denunciado pelo Ministério Público de Mato Grosso (MPMT) por crimes previstos na Lei de Abuso de Autoridade. Segundo a denúncia, no dia 28 de novembro de 2022, Fabiola caminhava na área comum do condomínio quando encontrou o adolescente J.M.M.A.B., enteado do delegado. O adolescente havia tido um conflito anterior com o filho de Fabiola no Condomínio Alphaville. Ao vê-lo, a empresária teria falado com ele e tentado acionar os seguranças para retirá-lo do local, alegando que ele era uma pessoa agressiva.

O adolescente então entrou em contato com seu avô, que informou o ocorrido ao delegado Bruno França. O delegado, que atua na cidade de Sorriso, estava em Cuiabá para auxiliar em uma investigação criminal. Após ser informado, ele teria entrado na casa da empresária e dado voz de prisão a ela, afirmando: “Você não sabe que não pode chegar perto do meu filho”.

Bruno França justificou sua ação alegando que a empresária havia descumprido uma medida protetiva que o adolescente tinha contra ela. Fabiola, por sua vez, ajuizou uma queixa-crime contra o delegado. No entanto, o juiz João Filho de Almeida Portela rejeitou a queixa, encerrando o caso na 7ª Vara Criminal de Cuiabá.

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}