Quinta-Feira, 17 de Junho de 2021

Notícias

Quinta-Feira, 27 de Maio de 2021 10:14

Idali Frâncio, de 79 anos, estava internada em um

Esposa do colonizador Claudino Frâncio morre com Covid-19

A esposa do principal colonizador de Sorriso, o catarinense Claudino Frâncio, a matriarca Idali Maria Frâncio, de 79 anos, morreu hoje com Covid-19, em São Paulo. O corpo, segundo a família, será cremado em SP, já que não pode ser feito velório por conta da doença que causou a falecimento.

Segundo informações, a dona Idali estava internada há cerca de 60 dias em São Paulo, no Hospital Sírio Libanês, onde saiu algumas vezes da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas na última quinta-feira voltou a ser intubada.

Dona Idali deixa três filhos: Nei, Luciane e Rafaele, e quatro netos. Ela e o esposo Claudino Frâncio, cujo o Parque Ecológico e uma avenida de Sorriso levam o seu nome, foram pioneiros em Sorriso ao acreditarem no sonho coletivo de construir o município.

Colonização

Em março de 1975, Claudino Frâncio, Demétrio Frâncio e Dorival Brandão também adquiriram terras próximas à fazenda de Benjamin Raiser. O esposo da dona Idali, em 1977, fundou o povoado de Sorriso.

O colonizador gerenciou grande quantidade de terras pertencentes a um grupo Americano às margens da BR 163, o que permitiu o loteamento de áreas e implantação do plano piloto do que hoje é o Município de Sorriso.

 

Fonte: PORTAL SORRISO

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}