Quarta-Feira, 01 de Dezembro de 2021

Notícias

Domingo, 24 de Janeiro de 2021 15:29

Em outra apuração, a Energisa disse ter constatado

AINDA SOBRE - Nédio Germiniani - Terça, 04 de setembro de 2018

PJC cumpre mandados de busca e apreensão contra homem que teria ameaçado segurança

A Polícia Judiciária Civil (PJC) de Sorriso cumpriu, nesta tarde, mandados de busca e apreensão na casa, na fazenda e no escritório do empresário e produtor rural Nédio Risieri Germiniani, 49 anos. Ele é suspeito de ter espancado a filha, uma jovem de 19 anos, e ameaçado o segurança do condomínio onde ambos moram., há cerca de duas semanas.

Segundo informações, após a confusão com a filha, nervoso, Nédio teria pegado um facão para correr atrás do segurança e, em seguida, sacou uma pistola e, com o dedo no gatilho, ameaçou o segurança do local de morte, caso interferisse.

“Ele puxou arma de fogo para ameaçar o segurança e as imagens das câmeras de segurança captaram o indivíduo. Com base nisso, iniciamos uma investigação. E conseguimos um mandado de busca e apreensão, cumprido na casa dele, no escritório, bem como na fazenda”, explicou o delegado Nilson Farias.

Um boletim de ocorrência foi registrado em desfavor do suspeito. Nesta tarde, os policiais fizeram uma varredura nos locais frequentados por Germiniani, mas, até o momento, nada foi encontrado.

Ainda não foi expedido um mandado de prisão contra o suspeito. "Há indícios de que esse senhor fugiu da casa dele pela janela do banheiro. Quando chegamos, ele já não estava, mas os documentos pessoais estavam lá e o celular estava carregando, indícios de que ele estava no local. Não localizamos as armas de fogo, mas continuamos as diligências".

Furto de energia

A Polícia também recebeu denúncias de que na fazenda do suspeito havia de furto de energia. O crime foi constatado, nesta tarde, por funcionários da concessionaria Energisa, bem como por peritos da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec).

"Com o apoio da Energisa foi identificado, também, que ocorria desvio de energia elétrica. O gerente evadiu-se do local”, informou o delegado responsável pelas investigações.

Ainda de acordo com Nilson Farias, o furto de energia pode ter causado um prejuízo estimado de R$ 500 mil. “Essas são as informações preliminares da Energisa. [Na fazenda] é desviada a água que sai dos poços artesianos para encher a represa, que tem um poder estético, bonita, e é feito todo um desvio dessa água. Como o motor demanda muita carga de potência, 14h é desligado e, depois, ligado às 17h. Temos quase 24 horas por dia de fluxo de água que sai dos poços artesianos”. (Confira, abaixo, na galeria de imagens).

Conforme consta no boletim de ocorrência, na fazenda foram encontradas ligações clandestinas de energia elétrica para fraudar o medidor quando redes de encanamentos abasteciam a represa da propriedade com água dos poços artesianos para não constar na unidade consumidora.

A PJC continuará investigando na tentativa de localizar uma eventual arma de fogo pertencente ao produtor. Também será instaurado inquérito policial para apurar o desvio de energia elétrica.

Ao Portal Sorriso, a Polícia Civil informou que durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão na fazenda, na casa e no escritório houve a presença dos funcionários do suspeito. Disse, ainda, que o a advogado de defesa do suspeito foi à delegacia, ontem, para acompanhar a denúncia de furto de energia estimado em R$ 500 mil.

Outro lado

A reportagem ligou para Nédio Risieri Germiniani, que negou todas as acusações. Ele afirmou que a polícia não tem provas contra ele. "Apenas quiseram manchar o meu nome", declarou.

SAIBA MAIS:

Sorriso: produtor rural nega ameaça contra segurança, agressão à filha e furto de energia

Confira AQUI e AQUI a reportagem exibida no Cidade Alerta, programa da TV Sorriso (RecordTV).

Mais imagens

Fonte: Portal Sorriso

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}