As ideias das pessoas são pedaços da sua felicidade. William Shakespeare
ARTIGOS | Ser Humano
O ser humano e sua diversidade -
15 de Março, 2014

Muito se fala em “Ser humano”, como algo que tem sempre uma conotação do animal que advindo do mundo irracional, aprendeu com a prática da fala e do seu produto cultura, diferenciar-se de outros animais criados. 

Arvora-se sempre em dizer que é racional, que pratica atos combinados com o outro e na relação social mediatizado com o meio ambiente viabilizou a civilização.

A civilização mais remota que se tem notícia nos livros escolares foi a criada dentro da região denominada de “Crescente Fértil”, localizada entre o nordeste da África e parte do Oriente Médio.

Muito se criou desde esse primeiro tempo civilizatório. O processo de crescimento humano saltou de milhares para bilhões hoje. Somos seres humanos, mas temos muito em diferenças. Grosso modo estamos divididos em ocidentais e orientais. Na cor da pele somos brancos, negros, amarelos, índios. Pela idade somos crianças, adolescentes, adultos e velhos. 

Pelo peso, saímos do esbelto para a magreza “bulimínica”, e o seu extremo “gordo”. A Altura nos baliza em alto, médio, e pequena estatura. A economia nos dividiu em ricos e pobres; primeiro, segundo e terceiro mundo; ou de forma mais atualizada, países ricos e emergentes. 

A diversidade humana não para por ai, pois parece que ele enquanto vivente e usando o conceito filosófico cartesiano do “penso logo existo” flutuou sua mente em ambientes antes nunca navegado, criando possibilidades infinitas de criação e de entendimento do mundo em outros universos além do sensorial.

O uso da fala, do exercício da razão, da escrita e das relações sociais criam e recriam novas maneiras de ver e se ver no mundo. A diversidade é algo que de forma inerente faz parte do cotidiano da humanidade, ela é diversa, múltipla, ampla e antagônica. 

A diversidade no entanto, não trouxe avanços, progressos no espaço das relações sociais. O que mais e mais vemos hoje é a prática do pré-conceito, que permeia a visão do outro. A “esnobice” do rico sobre o pobre, do magro sobre o gordo, do branco sobre o negro e assim caminha a humanidade. 

A forma hierárquica que sempre permeou as relações humanas parece cristalizar-se por todos esses milhares de anos civilizatório, criando cercas econômicas e mentais, atrapalhando o que de melhor fazemos neste planeta, conhecer o diferente o que não tem nada a ver com a gente, para que do diferente eu, você e muitos outros possam criar um mundo melhor e menos caricatural e midiático.

Pedro Felix é Professor, escritor, funcionário público municipal e estadual, Autor dos livros História de Mato Grosso 3ª edição e Cuiabá centro da América do Sul

 

Colunista : PEDRO FELIX
PATROCINADORESCLICNOTICIAS