Enquanto a cor da pele for mais importante que o brilho dos olhos, haverá guerra. Bob Marley
ARTIGOS | Criticas
Criticas injustas
15 de Março, 2014

Lembram-se do caso da Escola Base de São Paulo? Lembram-se que um casal de japoneses, proprietário dessa escola fora execrado na imprensa nacional acusado de molestar as crianças da mesma?


Pois bem, “detonaram” esse casal que além de perder a escola, perdeu sua reputação, perdeu seus amigos e tudo que tinham na vida como consequência desse provável fatídico ato.


Hoje no ostracismo e reconhecidamente absolvidos desse episódio, pois nenhuma prova encontraram que incriminasse o casal, vivem à margem da sociedade.


A rede Globo foi condenada a pagar, 1,35 milhões para reparar os danos sofridos pelos donos e pelo motorista da Escola Base de São Paulo. Icushiro Shimada, Maria Aparecida Shimada e Maurício Monteiro de Alvarenga. Devem receber cada um, o equivalente a 1,5 mil salários mínimos (R$ 450 mil).


Este é um exemplo claro e cristalino que antes de acusar, debochar ou menosprezar alguém, deve-se se inteirar do caso para não pensar, falar ou escrever bobagem.


O Vereador Faissal Kalil a pedido de uma empresa que trabalha com equinos (cavalos), apresentou uma projeto de lei que pede a inclusão no calendário oficial da cidade da Semana do Cavalo.


Foi motivo de piada e deboche em alguns canais de comunicação da cidade. Que crime de lesa pátria cometeu o Vereador Faissal se vivemos em um estado eminentemente agropecuário onde existe a semana de pesca, a semana da soja, a semana do algodão, a semana do milho?


O cavalo está execrado da atividade agro pecuária de Mato Grosso? Ele de nada serve e nada faz nesse setor?


Solicitou essa empresa que o nobre Vereador Faissal pedisse as chaves dos cofres da Prefeitura para que seus proprietários o “limpassem”?


Por acaso essa inclusão da Semana do Cavalo no calendário oficial da cidade lesa os cofres públicos?


Por acaso a inclusão da Semana do cavalo no calendário oficial da cidade denigre a imagem da Prefeitura, da Câmara ou de seus munícipes?


Por acaso os proprietários dessa empresa solicitaram incentivos fiscais astronômicos como se pratica por aqui?
Por acaso seus proprietários solicitaram isenção de impostos?


Ah vá te cantar quem escreveu mer...sem conhecimento de causa. Vá procurar saber o que esse segmento movimenta nessa semana na economia da cidade, principalmente no setor hoteleiro e gastronômico.


Precisam ainda saber esses abutres da mídia local, que o cavalo é o responsável por uma atividade econômica da ordem de R$7,3 bilhões de reais por ano, e a ocupação de cerca de 640 mil pessoas cifra que poderia atingir a casa de 3,2 milhões se forem incluídos os empregos considerados indiretos.


Recebe nessa semana o Haras Twin Brothers onde é realizada a Semana do Cavalo, professores de São Paulo e do Paraná responsáveis pelas aulas e seminários onde são transferidos conhecimentos e orientações à tratadores e proprietários de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Acre.


Portanto, quem fala muito ou escreve o que não sabe, dá bom dia à cavalo!


Eduardo Póvoas é pós-graduado pela UFRJ

 

Colunista : EDUARDO POVOAS
PATROCINADORESCLICNOTICIAS