O futuro pertence àqueles que acreditam na beleza de seus sonhos. Elleanor Roosevelt
Mundo |
Empresa Carrefour deve investir quase R$ 18 milhões em Mato Grosso
19 de Junho, 2018
Esta matéria tem:

O governador Pedro Taques recebeu nesta terça-feira (19.06) representantes da empresa Carrefour, que no próximo dia 10 de julho deve lançar em Mato Grosso uma ação que visa fomentar a criação de bezerros em menor área, beneficiando pequenos produtores. Em 2016, o grupo lançou em Cuiabá uma plataforma de sustentabilidade em que o consumidor poder saber o local exato da produção da carne e as condições, ação esta que ganhou notoriedade internacional. Serão investidos R$ 18 milhões nos próximos três anos.

Segundo o diretor de sustentabilidade do Carrefour, Paulo Pianez, a ideia é dar os subsídios necessários para uma produção sustentável e de qualidade, com condições econômicas necessárias para isso. O projeto do Carrefour vai contar com investimentos do IDH, que congrega mais de 500 empresas, Oscips, instituições financeiras, organizações de produtores e governos em mais de 50 países.

Paulo explica que a ideia do grupo é criar em Mato Grosso, nas regiões do Vale do Juruena e Gaúcha do Norte, iniciativas de fomento que podem ser replicadas em outros lugares. Para ele, outros atores também podem ver à iniciativa e fazer novas ações voltadas à estratégia Produzir, Conservar e Incluir (PCI). A iniciativa de agora é uma continuidade da plataforma lançada em 2016. Tamém destaca que o Carrefour, como uma grande rede trabalha para expor esse produtos em suas gôndolas e o IDH, com toda a sua experiência, faz o aporte financeiro necessário.

O representante do IDH, Guilherme Justo, lembrou que o IDH já está em Mato Grosso apoiando a estratégia PCI (Produzir, Conservar e Incluir), ele conta que a estratégia é sempre trabalhar com o setor privado, e no Brasil, investimentir em Mato Grosso, junto à PCI e nos municípios.

Guilherme disse que o projeto do Carrefour é um bom exemplo disso já que o IDH consegue trabalhar na parte de produção, conservação e incluindo produtores que não estão nas cadeias de produção. “Temos os três pilares sendo trabalhados na PCI, produzindo resultados dentro do campo, assim outras empresas com política de responsabilidade social podem seguir o exemplo e difundir isso por todo o estado”, disse.

Já Paulo destaca que a iniciativa só terá sucesso absoluto se envolver todos os atores, sendo eles o governo, o Imac (Instituto Mato-grossense da Carne), a Acrimat, os empresas e o setor produtivo. “É assim que formamos um case de sucesso com ações que podem ser replicadas”, finalizou.

 

Fonte:24 horas news
+ FOTOS DESTA NOTICIA
  COMENTARIOS
  Deixe seu comentario nesta noticia:
CAPTCHA code
PATROCINADORESCLICNOTICIAS