O futuro pertence àqueles que acreditam na beleza de seus sonhos. Elleanor Roosevelt
Geral |
Bloqueios continuam em MT. Caminhoneiros aguardam comunicado nacional para por fim a paralisação
28 de Maio, 2018
Esta matéria tem:

A greve dos caminhoneiros em Mato Grosso continua, mesmo depois do pronunciamento do presidente Michel Temer (MDB) atendendo a praticamente todas as reivindicações da categoria. Eles esperam um posicionamentos das lideranças que estiveram em Brasília para desativarem os bloqueios, bem como informações de que todas as medidas tenham sido publicadas na edição extra desta segunda-feira do Diário Oficial da União.

 Em contato com a reportagem, líderes do movimento em Mato Grosso, informaram que o desbloqueio deve acontecer ainda no decorrer desta segunda-feira. “Nossos líderes estão repassando os termos do acordo e confirmando se tudo que foi acertado na mesa de negociação está publicado no Diário Oficial. Enquanto isso vamos manter a paralisação. Só depois de recebermos o OK é que iremos voltar às atividades”, disse um caminhoneiro.

 Nesta segunda-feira (28), segundo assessoria de imprensa da Polícia Rodoviária Federal (PFR), são 30 pontos de manifestação, sem interdições totais, com bloqueio do trânsito apenas de caminhões em todo MT.

 Informações repassadas pela Concessionária Rota do Oeste, que administra trechos por todo o estado, dão conta que 12 manifestações seguem sem alteração desde sexta-feira (25).

 As medidas anunciadas por Temer são:

 . O preço do óleo diesel terá uma redução de R$ 0,46. Governo está assumindo sacrifícios no orçamento e, naturalmente, honrará essa diferença de custo, sem nenhum prejuízo para a Petrobras.

. O preço do óleo diesel, já barateado pela redução de R$ 0,46, será válido pelos próximos 60 dias. A partir daí, ou seja, daqui a dois meses, só haverá reajustes mensais.

. Medida provisória para que seja cumprida em todo o território nacional a isenção da cobrança do eixo suspenso nos pedágios das rodovias federais, estaduais e municipais.

. Medida provisória para garantir aos caminhoneiros autônomos 30%, pelo menos, dos fretes da Conab

. Medida provisória estabelecendo a tabela mínima de frete, conforme prevista no projeto de lei 121, que está em análise no Senado Federal.

 

Fonte:24 horas news
+ FOTOS DESTA NOTICIA
  COMENTARIOS
  Deixe seu comentario nesta noticia:
CAPTCHA code
PATROCINADORESCLICNOTICIAS