O sábio nunca diz tudo o que pensa, mas pensa sempre tudo o que diz. Aristóteles
Economia |
Intenção de viajar do brasileiro cresce pelo 3º mês consecutivo
20 de Abril, 2017
Esta matéria tem:

Viagem voltou a ser um importante item na cesta de consumo de boa parte dos brasileiros. Uma pesquisa feita pelo Ministério do Turismo, em março, em sete capitais do País, aponta o crescimento da intenção de viagem pelo terceiro mês consecutivo, em comparação com o mesmo período do ano passado.

 

Segundo o levantamento, 21,3% das pessoas entrevistadas afirmaram que pretendem viajar até o mês de setembro. O número representa um aumento de quatro pontos percentuais em relação ao mesmo período do ano passado, quando apenas 17% demonstravam intenção. A grande maioria dos entrevistados – 73% – deve viajar por cidades brasileiras.

De acordo com a pesquisa, o aumento na intenção de viajar se deu nas quatro faixas de renda pesquisadas. 

A Sondagem do Consumidor – Intenção de Viagem mostra também que o Centro-Oeste foi a região que registrou maior crescimento de demanda. Em janeiro deste ano, apenas 3% dos potenciais viajantes haviam apontado a região como destino. Em fevereiro, foram 3,4%, percentual que subiu para 7,9% em março.

O Nordeste, no entanto, continua na liderança da preferência do turista nacional, com 41,5% do total de viajantes, seguido pelo Sudeste, com 29,6%.

O aumento da intenção de viagem para os próximos seis meses abrange cinco das sete capitais pesquisadas: Brasília, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo. O maior crescimento foi registrado na capital paulista, de 17,8% em março do ano passado para 23,9%, ou 6,1 pontos percentuais, em 2017.

A maioria dos potenciais viajantes pretende se deslocar de avião – 62,4% – e se hospedar em hotéis ou pousadas – 53,4%. As segundas opções de transporte e hospedagem são o automóvel, com 22,5% das preferências, e a casa de parentes e amigos, com 33,6%.

Pesquisa

A Sondagem do Consumidor – Intenção de Viagem é uma pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) em mais de 2 mil famílias em sete capitais brasileiras: Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.

 

 

Fonte:noticiasaominuto.com.br
+ FOTOS DESTA NOTICIA
  COMENTARIOS
  Deixe seu comentario nesta noticia:
CAPTCHA code
PATROCINADORESCLICNOTICIAS