Enquanto a cor da pele for mais importante que o brilho dos olhos, haverá guerra. Bob Marley
Economia |
Área de algodão supera estimativa e cresce 25% em MT; negociações avançam em NY
26 de Fevereiro, 2018
Esta matéria tem:

Com aumento de 25% em comparação à última safra, Mato Grosso tem área de algodão estimada em 783 mil hectares para o período 2017/18. Na anterior, foram cultivados 626.700 ha. Os dados foram divulgados na quarta-feira (21) pela Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão (Ampa). Do total estimado para a colheita corrente, 17% (135.780 ha) do algodão foram semeados no sistema safra e 83% (647.220 ha) no sistema segunda safra, sucedendo a soja.

Leia mais:
Ampa teme queda no preço do algodão e pede prorrogação de decreto sobre exportações

Mesmo com as chuvas que se mantiveram em algumas regiões do Estado, os momentos ensolarados possibilitaram que a semeadura do algodão na safra 2017/18 apresentasse avanço. Assim, apesar do atraso de 4,65 p.p. em relação a janeiro do ano passado, a porcentagem superou as expectativas do Instituto Brasileiro de Geografia E estatística (IBGE) e Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), que previam aumento de aproximadamente 15%.

Por meio de nota, o presidente da entidade, Alexandre Pedro Schenkel, explicou que os números divulgados agora foram levantados com base em consultas feitas aos associados e que o plantio desta edição já está praticamente encerrado.

De acordo com (Imea), no último mês a parcial recuperação nas cotações em Nova Iorque possibilitou novas negociações para a pluma da safra 16/17 em MT, exibindo um avanço mensal de 4,70 p.p. e com isso já alcança 94,82% da produção estimada. As vendas do caroço, por sua vez, apresentaram um movimento de 3,70 p.p. neste último mês, atingindo 90,95% da produção prevista.

A alta nas cotações da bolsa também deu suporte às vendas da pluma para a safra 17/18, que alcançou 68,09% do total da produção estimada e um avanço mensal de 4,70 p.p. Enquanto que, para o subproduto, as vendas avançaram 6,69 p.p., atingindo 35,48% da produção estimada.

Com isso, para os próximos meses, o produtor deve continuar atento para avaliar tanto o mercado internacional, quanto o desenvolvimento das lavouras, no momento de realizar novos negócios, visto que as vendas já estão bem adiantadas em relação aos anos anteriores. No momento, as preocupações dizem respeito à sanidade das lavouras em algumas regiões produtoras, no entanto, os relatos de presença de mela têm sido esporádicos.

 
Fonte:olhar direto
+ FOTOS DESTA NOTICIA
  COMENTARIOS
  Deixe seu comentario nesta noticia:
CAPTCHA code
PATROCINADORESCLICNOTICIAS