As ideias das pessoas são pedaços da sua felicidade. William Shakespeare
Cidades | PONTO TRADICIONAL
Com alugueis atrasados, vendedores de peixe são despejados em Cuiabá
25 de Outubro, 2017
Esta matéria tem:


 

 

 
Da Redação

Após uma determinação da Justiça, cerca de 15 comerciantes foram retirados de pontos comerciais na avenida Beira Rio, local tradicional em Cuiabá conhecido por vendas de peixes. De acordo com informações, houve desespero dos comerciantes que solicitaram ajuda da prefeitura municipal para evitar a remoção. 

A desocupação começou por volta das 7h e é resultado de uma ação na Justiça por parte do proprietário do terreno, que alega atraso de 11 anos no aluguel. A Polícia Militar se fez presente para manter a segurança da ação. 

As informações são de que o aluguel do local era pago pela prefeitura. O proprietário teria negociado pagamentos atrasados com a prefeitura, ainda na gestão de Wilson Santos, mas que não teria sido regularizado. Então, ele teria desistido  de resolver e solicitou a desocupação do terreno, que foi deferida pela justiça.

Os comerciantes já teriam sido notificados e começaram a retirada dos seus produtos do local. A previsão é que a desocupação termine por volta do meio-dia.

Por meio de nota, o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, Juares Samaniego, afirma que a desocupação da área não está relacionada a nenhuma ação da atual gestão municipal. Todavia, tentou intermediar acordo com o proprietário do imóvel para manter os “peixeiros” no local.

“O secretário explica que a gestão foi procurada por uma comissão, representando a Associação dos Peixeiros, para tentar intermediar a permanência na área, porém, o proprietário da área manifestou não ter interesse em renovar o contrato com o município”, diz a nota.

A prefeitura garante auxílio aos comerciantes. “Diante do impasse, a Prefeitura ainda se colocou à disposição para que os vendedores não perdessem a oportunidade de comercializar os produtos, ainda mais em um momento de crise financeira enfrentada em todo o país”, diz a nota.

Íntegra da nota da prefeitura:

"O secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, Juares Samaniego, afirma que a desocupação da área ocupada por vendedores de peixes da Avenida Beira Rio não está relacionada a nenhuma ação da atual gestão municipal.

O secretário explica que a gestão foi procurada por uma comissão, representando a Associação dos Peixeiros, para tentar intermediar a permanência na área, porém, o proprietário da área manifestou não ter interesse em renovar o contrato com o município. 

O secretário de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Vinicius Hugueney, disse que os peixeiros não fazem parte do grupo de permissionários das feiras municipais. 

Diante do impasse, a Prefeitura ainda se colocou à disposição para que os vendedores não perdessem a oportunidade de comercializar os produtos, ainda mais em um momento de crise financeira enfrentada em todo o país. 

A Prefeitura continua aberta ao diálogo com os comerciantes para que se encontre uma alternativa de uma área pública nas proximidades e que os trabalhadores não fiquem sem renda."

 

Fonte:folhamax
+ FOTOS DESTA NOTICIA
  COMENTARIOS
  Deixe seu comentario nesta noticia:
CAPTCHA code
PATROCINADORESCLICNOTICIAS